Na hora da entrevista é bom evitar…

Dizem que a primeira impressão é a que fica. Alguns profissionais tomam essa máxima como verdade e ficam tensos quando são encaminhados para uma entrevista de emprego – o que acaba sendo péssimo, uma vez que é de conhecimento de todos que para que uma entrevista seja boa de fato é necessário que o individuo esteja, dentro do possível, tranquilo e seguro de suas respostas. Uma maneira interessante de eliminar os receios é se preparar previamente.

Pensando nisso, nós, da Manager Online, elaboramos um rápido guia de respostas que devem ser evitadas em uma entrevista.

Quando alguém pedir para que você fale um pouco a respeito de si mesmo, não caia na armadilha de enumerar em uma única frase todas as qualidades que você acha que procuram. Respostas como: “sou pró-ativo, dinâmico, sei trabalhar em equipe, tenho tato, sou um líder nato (mas entendo que hierarquias devem ser respeitadas) e sou bastante criativo” soam exageradamente forçadas e falhas, uma vez que é praticamente impossível uma única pessoa reunir tantas características. O ideal é focar sua resposta em apenas dois tópicos e tentar justificar, com exemplos práticos, a razão de possuí-los.

Se a perguntarem seu objetivo na empresa, nunca, jamais, em hipótese alguma diga que seu objetivo é aprender. O lugar destinado ao aprendizado é a escola, não o local de trabalho. Neste caso, fale que sua intenção é fazer um bom trabalho de modo que os resultados contribuam com o crescimento da empresa.

Outra pergunta clássica é “por que devemos lhe contratar?“. E tão clássica quanto essa questão é a resposta que muitos candidatos decoram: “porque eu tenho uma ampla experiência nessa área”. Que você tem experiência, provavelmente o recrutador já sabe, uma vez que leu seu currículo. Por isso, recomendamos que você complemente sua resposta com particularidades e detalhes relacionados a seu histórico profissional, para que dessa maneira o recrutador perceba seu real valor.

Para aqueles que respondem “perfeccionista” quando indagados de seu maior defeito, cuidado: não é dessa maneira que você vai impressionar o selecionador. O ideal é ser sincero ou citar um defeito que não tenha uma ligação direta com seu trabalho, deixando claro que você está fazendo o possível para corrigi-lo.

Por fim, nunca é demais lembrar que falar mal de seus ex-colegas de trabalho ou de sua empresa anterior é terminantemente proibido, visto que o recrutador pode entender que num futuro próximo você poderá falar o mesmo da empresa a qual pleiteia o cargo. Isso não significa que você não possa ser sincero: se houve de fato alguma briga ou situação constrangedora entre você e seu antigo chefe, é válido contar que o motivo de sua saída foram divergências de opinião. Você também pode dizer que analisando o cenário no qual estava inserido percebeu que não havia perspectiva de crescimento e por isso saiu atrás de novos desafios.

Siga nossas dicas, cadastre seu currículo na página da Manager Online e aumente suas chances de conseguir um novo (e ótimo) emprego!


por: Thiago Dantas.

You may also like...