Empregos na Copa: falta de profissionais especializados ainda é um problema

Copa do Mundo de 2014 movimenta a indústria - tendência é gerar empregosA Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou ontem, terça-feira, 18/10/2011, os resultados de uma pesquisa bastante interessante sobre a Copa do Mundo de 2014. Entrevistando 411 companhias entre os dias primeiro e quinze de julho, eles, de certa forma, traçaram um panorama sobre a expectativa corporativa que o evento gera.

Para a maior parte dos entrevistados (71%) o grande empecilho para a realização da Copa do Mundo de 2014 é o alto custo e/ou falta de mão de obra especializada. Embora a pesquisa tenha focado suas atenções no setor industrial, pode-se afirmar que a queixa de que falta profissionais qualificados tem sido cada vez mais comum em vários setores. No segundo lugar do ranking de problemas, 48% dos empresários apontaram que a burocracia nos processos de licitação também é algo que entrava as ações.

Mesmo com os impasses, 85% dos entrevistados acreditam que o evento será benéfico para a indústria da construção e, desse grupo, 18% já perceberam efeitos positivos no negócio, ao passo que 95% tem certeza absoluta de que haverá aumento das obras e serviços – e, se há o aumento de obras e serviços, consequentemente também há o aumento do número de vagas de empregos.

por: Thiago Dantas.


Procurando emprego? Cadastre seu currículo na Manager Online! Caso já tenha se cadastrado, clique aqui para visualizar vagas na área industrial.

You may also like...