Principais erros cometidos nas redes sociais por quem procura emprego

Já dissemos aqui em outra ocasião que cada vez mais recrutadores tem adotado a prática de checar os perfis pessoais de candidatos a vagas de empregos. Embora as redes sociais não sejam o fator mais relevante num processo seletivo, é inegável que elas podem contribuir para que o profissional não seja admitido. Talvez por esse tipo de interação ser relativamente recente (no Brasil a “febre” das redes sociais virtuais começou em 2002, com a popularização do Orkut), as pessoas, em geral, continuam cometendo erros que podem pesar negativamente na hora de ser contratado ou não para um cargo.

Listamos cinco condutas não recomendadas para aqueles que estão a procurar trabalho:

1. Reclamar da empresa em que trabalha ou que trabalhou/reclamar de seu chefe/ex-chefe.
Assumir essa postura detona falta de compromisso e ética. Jamais, em hipótese alguma, mencione seu trabalho e/ou empresa em um contexto negativo. Recrutadores podem pensar que você faria o mesmo se contratado e seus superiores teriam motivos que, dependendo de como fosse, renderiam demissão por justa causa.

2. Postar fotos sensuais/excessivas.
É preciso ter cuidado com sua imagem. Colocar fotos de biquíni ou sunga na rede ou mesmo fotos de festas em que você “extrapolou” pode ser perigoso e manchar sua imagem. O mesmo cuidado deve ser aplicado para fotos tiradas no ambiente de trabalho.

3. Comentários polêmicos.
O que você diz é tão ou mais importante quanto o que você mostra. Opiniões preconceituosas, comentários desrespeitosos e publicações polêmicas podem ser um tiro no pé. Cuidado também com a forma que você se expressa. Palavrões e palavras de baixo calão podem causar péssimas impressões.

4. Grupos e páginas que você curtiu.
Dependendo do grau de exposição que você determinar em seu Facebook as pessoas poderão ver as páginas que você curtiu e também as publicações que você fez em grupos. Por essa razão deve-se evitar participar de páginas com nomes como “Eu Odeio Trabalhar”, “Bebo até cair” e afins.

5. Português.
As redes sociais não exigem, à priori, nenhum tipo de formalidade. Isso não quer dizer que você deva escrever “tudo de qualquer jeito”. A forma que você se expressa também diz muito sobre você, portanto, cuidado!

Vale lembrar que ser cuidadoso com sua imagem na internet não significa, necessariamente, perder sua liberdade de expressão. As principais redes sociais do mundo, como o Facebook e o Google +, permitem que seus usuários usem filtros e determinem quem pode ver cada conteúdo.

Na prática, é como se as relações do mundo real se estendessem para a web: da mesma forma que nos relacionamos todos os dias com diferentes grupos e tipos de pessoas, também mantemos contato com grupos distintos na web. Por essa razão deve-se ter em mente que tudo o que falamos pode dar margem para julgamentos.

por: Thiago Dantas.


Inclua seu currículo na Manager Online e tenha acesso a ótimas vagas de empregos!

You may also like...