Onde estão os empregos?

Muita gente sonha em trabalhar em grandes empresas. Há quem enxergue nas multinacionais o único objetivo profissional que vale a pena investir. Segurança, estabilidade e bons benefícios são os principais argumentos defendidos por quem busca – só – esse tipo de vaga.

Embora não estejam completamente equivocados quantos aos benefícios de se trabalhar em grandes empresas, restringir as buscas por oportunidades a elas acaba sendo um tremendo erro.

Dados comprovam que em tempos pós-crise, o filão de mercado que obteve maior crescimento – e também um maior volume de contratação – foi o que engloba as micro e pequenas empresas.

De acordo com o terceiro Anuário do Trabalho da Micro e Pequena Empresa (MPE), desenvolvido pelo Sebrae e o Dieese, mais da metade dos empregos formais (52,13% – o que equivale a 13 milhões de pessoas) encontram-se nesse tipo de estabelecimento.

O anuário mostra que em 2008 as micro e pequenas empresas geraram 1.035.297 novos empregos enquanto que as grandes geraram somente 219,377.

Na Manager, trabalhamos com todos os tipos de contratantes, desde nomes famosos como Perdigão, Teletech, Credicard, Souza Cruz e Accor até empresas menores que são expoentes em seus segmentos.

Para aqueles que buscam novos empregos, a maior lição que se pode tirar de tudo isso é que independente do tipo e tamanho da empresa, o que vale hoje em dia é como ela se posiciona no mercado e como ela enfrenta momentos de crise. Mantenha-se aberto as oportunidades.

Às vezes a melhor opção pode ser surpreendente.

Para procurar vagas com seu perfil profissional clique aqui.

Se desejar anunciar vagas clique aqui.

por: Thiago Dantas.

You may also like...

Deixe uma resposta