O novo perfil das empregadas domésticas

No fim dos anos noventa e início dos anos 2000 era bastante comum encontrar empregadas domésticas que dormiam em seus empregos e trabalhavam em expediente integral – quase que de segunda à segunda.

Hoje, 10 anos depois, nota-se que esse perfil mudou. Agora as profissionais preferem atuar como diaristas, tendo muito mais autonomia para selecionar trabalhos e escolher seus dias e horários. Os ganhos também melhoraram com o tempo: se antes giravam em torno de um salário mínimo por uma jornada integral, hoje em dia o faturamento médio varia entre R$700,00 e R$800,00 – podendo chegar até R$ 1.200,00. Outro fator que ganhou relevância com o tempo foram os direitos trabalhistas. Embora a maioria das empregadas ainda não tenham carteira assinada, não é raro ver diaristas que pagam INSS para garantir uma aposentadoria confortável.

De acordo com dados do IBGE, o trabalho doméstico é uma área em franca expansão. Entre 2006 e 2009 houve mais de 500 mil novos empregados nessa área. Estima-se que atualmente hajam 7 milhões de trabalhadores.


por: Thiago Dantas.


Cadastre seu currículo na Manager Online e tenha acesso a milhares de vagas de emprego!

You may also like...

Deixe uma resposta