O Deficiente e o Mercado de Trabalho

Empregos: o mercado de trabalho para portadores de deficiência
Foi divulgado na última quarta-feira (11/05/2011) a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2010. Elaborado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o estudo revelou que no último ano foram gerados 2,8 milhões de empregos formais no Brasil, sendo que dentro desse total 306 mil vagas foram destinadas para deficientes físicos.

Atualmente, há cerca de 8,75 milhões de deficientes físicos no Brasil. Ainda de acordo com o RAIS, dos 44,1 milhões de trabalhadores formais ativos no país, apenas 0,7% possuem algum tipo de deficiência física. O índice, que à primeira vista parece pequeno quando comparado ao total de vagas abertas, deve ser comemorado pois apresenta um avanço em relação aos números do período anterior (em 2009 havia apenas 288.600 profissionais portadores de deficiência contratados com carteira assinada).

Em meio a esse cenário, outra boa notícia que o RAIS apresentou é que além do crescimento de empregos para deficientes a média salarial desses trabalhadores (R$ 1.922,90) é maior do que a dos profissionais que não apresentam deficiência (R$ 1.595,22).

É curioso notar que mesmo com a lei de cotas, criada em 1991, que estabelece que empresas com mais de 100 funcionários devem constituir seu quadro com pelo menos 2% a 5% de deficientes, alguns empregadores se mostram resistentes em contratar portadores com deficiência. O motivo alegado pela maioria delas é a falta de qualificação. De acordo com dados obtidos pela pesquisa  de autoria do Centro de Políticas Sociais (CPS) do IBRE/FGV, em média os portadores de deficiência possuem um ano de escolaridade a menos do que pessoas sem deficiência.

Especialistas em recursos humanos afirmam que independente da situação física das pessoas, é sempre bom se manter atualizados e fazer cursos relacionados a sua área de trabalho.

A Manager Online, líder no segmento de empregos na internet, disponibiliza milhares de vagas para portadores de necessidades especiais. Cadastre seu currículo por 7 dias grátis e tenha acesso a todas elas!


por: Thiago Dantas.

You may also like...